CLUBE MAGIA & SEDUÇÃO
 

NEWS

Parte II - Especial orgasmo: conquiste o seu!

Agora que você já esclareceu suas principais dúvidas sobre como chegar ao orgasmo, está na hora de se aprofundar um pouco mais nesse tema tão interessante. Confira a seguir mais 5 dúvidas que a maioria das mulheres costuma ter sobre o tão sonhado clímax. Elas foram extraídas do meu livro 500 Perguntas Sobre Sexo (Editora Objetiva) e selecionadas especialmente para você!

1. Orgasmo tem a ver com o homem que está comigo?

O parceiro influencia, é claro. Mas o mais importante para chegar lá é você: a sua cabeça, o seu estado emocional, o seu conhecimento do próprio corpo e dos pontos de prazer.

2. Idade interfere? Eu chegava lá aos 15 anos, mas agora, aos 30, não consigo mais. Por que?

Não. Isso não interfere na capacidade de ter ou não um orgasmo. Mas a idade influencia, sim, a qualidade do orgasmo: na adolescência, ele costuma ser mais explosivo. Porém, menos satisfatório do que na fase adulta. Ao longo dos anos, o corpo aprende a lidar com o orgasmo para que seja mais agradável, mesmo sem você perceber.

3. Nos filmes, vejo mulheres gritando de tanto prazer. Eu não sinto isso. Sou normal?

Claro que é. O cinema nem sempre reproduz a vida real. Filme é filme: orgasmos enlouquecedores e bem coreografados valorizam a cena. Quer dizer, as atrizes na maioria das vezes capricham demais na encenação de um orgasmo. Na prática, não é bem assim.

4. Qual a diferença entre orgasmo vaginal e clitoriano?

Não há. A teoria de que há orgasmos vaginais e clitorianos é de Freud. Foi divulgada há 100 anos. Freud dizia que o orgasmo clitoriano é mais imaturo e que apenas mulheres adultas e experientes conseguiam ter o orgasmo vaginal. Hoje não se enxerga as coisas dessa forma. Na década de 60, os pesquisadores americanos William Masters e Virginia Johnson formularam outra tese, que é seguida pelos atuais estudiosos de sexualidade. Acredita-se que o orgasmo vaginal e o clitoriano são uma coisa só: na região pélvica, as sensações provocadas pelo clímax se iniciam no clitóris e terminam na vagina, com as contrações dos músculos vaginais. Importante: orgasmo começa, de fato, na cabeça. No cérebro, há o que se chama de centros de prazer: diversos núcleos onde se concentram as células nervosas responsáveis pela sensação de prazer.

5. Há diferença entre o orgasmo do homem e o da mulher?

Acredita-se que não. Homens e mulheres podem ter a mesma intensidade de orgasmo, apesar de o clímax variar de acordo com a pessoa.

Por: Laura Müller ( Terra )


[voltar]